17 de outubro de 2009

O SHOW!

Eu amo Brasília



Com essas palavras o Rei da Música agradeceu aos 13 mil brasilienses presentes ontem a noite no ginásio Nilson Nelson na capital do País.

Eram 21:30 quando a banda do rei, o RC9, começou os primeiros acordes na celebração dos 50 anos de carreira de Roberto Carlos. O público gritava, chorava e espiava com grandes olhos a cortina que separava naquele momento o nosso maior ídolo dos nossos olhares.


13 Mil pessoas

Quando eu estou aqui... Roberto abriu com a célebre "Emoções" um show que estava cheio de surpresas para todos nós. O retorno falho para Roberto fez com que pela primeira vez em terras brasilienses, ele deixasse o palco depois de várias tentativas de tirar seu blazer branco para concertar o aparelho que dá o retorno do áudio pra ele. Um ginásio lotado pedia para o rei voltar, quando o maestro Eduardo Lages pegou o microfone do Roberto e pediu para que esperassemos um minutinho mais. Poucos minutos depois, volta o Rei, explicações nesse momento seriam desnecessárias e ele atacou num la la la irresistível em Além do Horizonte.

Sem retorno no áudio Roberto seguiu todo o show. Dando uma lição de profissionalismo. Sorrisos para a pláteia, declarações para alguma pessoa em frente ao palco fez com que os fãs ficassem de olho nas direções que o olhar de Roberto tomava. Eu amo você, pra você, beijinho com a mão. Foram algumas das mensagens para essa pessoa.



Feliz como nunca, o momento mais alegre e eu diria dançante do show foi em "Caminhoneiro" música de 1984 e que nessa nova versão é quase um samba. 13 mil pessoas nesse momento deliravam. Um ginásio tão lotado que em vários momentos Roberto teve que cantar de costas para os setores em frente ao palco para atender ao público que lotava a arquibancada ao lado e atrás do palco. Com todo o carinho e atenção ele incluia sorrisos a mais, tchauzinhos a mais e até poses a mais para essa arquibanca que era a mais animada da noite.

A gente tá perdendo a novela, mas eu vou cantar a música pra vocês, e cantou a inédita "A mulher que eu amo" em um belo arranjo e emocionante interpretação. A nova letra fez com que Roberto invertesse a rima do refrão, mas mesmo assim ele, como sempre, fechou com chave de ouro.

Já  próximo ao fim do show, em "É preciso saber viver", uma multidão no setor azul empurrava os seguranças para chegar perto ao palco. Em "Jesus Cristo"  Roberto fez, 'vem' acenando com a mão e aquelas mulheres e homens eufóricos (inclusive eu) tomamos conta da cena. Gritos, pedidos, presentes, partiam de todos aqueles seguidores do Rei.



Um rosa pra mim e uma permição suada de ir ao camarim. Estava feliz, afinal, Roberto Carlos permitiu que eu fosse conhecê-lo. O segurança pediu para que eu o aguardasse no fim do show.

O tempo passou e lá vem o segurança. Muitas pessoas ainda no ginásio pedem a ele a pulseira que dá acesso ao camarim, o tumulto foi tanto que nem pra mim ele cedeu. Muitos indignados, pois o Roberto os chamou e o rapaz da produção não queria dar a pulseira. Enquanto isso uma fila ao lado já ia para o camarim, entre eles o Governador do DF que ia a trabalho.

O governador Arruda foi com alguns secretários e sua esposa, sentandos na primeira fila, muito simpático e logicamente político conversou comigo e confessou que é um grande fã do Roberto e que em breve vamos vê-lo de novo aqui em Brasília...


Governador Arruda e Eu (dois fãs do Rei)

Encontro Júlio J, um amigo daqui, e fomos esperar uma grande amiga que chegou com duas pulseiras pra mim e três pra ele.


Eu, Júlio J e sua filha
Eu e minha esposa fomos com a família do Júlio para o camarim. O governador que estava fechando acordo com Roberto demorou bastante no camarim até que lá pelas 1:30 da manhã podemos ser atendidos pelo Rei que estava no subsolo do Ginásio ao centro da sua sala montável branca com macio carpete azul, com uma simpátia rara nos dias de hoje e muito cansado nos recebeu para um rápido papo e uma foto é claro. Que postarei aqui assim que eles enviarem.Com sua tradicional calça jeans, blusa azul e um relógio pra lá de moderno conversamos com ele e depois de abraços fomos satisfeitos rumo a nossa vida, agora com muito mais que uma mera cortina nos separando do Rei.

Nesse momento todos nós que saímos daquela sala pudemos dizer aliviados: O show já terminou.



Felipe Moura

3 comentários:

  1. Valeu garoto, a matéria ficou muito boa. E realmente foram muitas emoções para uma noite só, né ? Um grande abraço e foi um prazer conhecer você e sua esposa. Deus os abençoe !

    ResponderExcluir
  2. Show de bola hein bicho?Você realizou seu grande sonho,e essa música então nem se fala,você percebeu que ele trocou a frase no final,

    RC-ao vivo - tudo nela é verdade,tudo nela é bonito e com ela eu acredito na felicidade

    Letra-tudo nela é bonito,tudo nela é verdade e com ela eu acredito na felicidade.

    RC tá perdoado.

    Carlos André

    ResponderExcluir
  3. Olá Lipe!

    Que bom saber que foi ao show do Rei em brasilia e conseguiu entrar no camarim e conhecer de pertinho e abraçar o nosso ídolo.

    Que legal o seu encontro com o Júlio José e sua filhinha esse grande fã que tem muito pra nos contar sempre!

    Parabéns pela matéria bem escrita com todos os detalhes do show e as fotos tamb´m ficaram excelente.

    Ah, quer dizer que fechou o blog porque estava de lua de mel? Rsrsrsrs

    Andou sumido mesmo! Agora, voltou com tudo hem Lipe?} Parabéns por tudo.

    Beijos!!!

    Mazé Silva

    ResponderExcluir

Essa seção é a sua ligação com a Administração do Blog Rey Roberto Carlos. Deixe sua opinião sobre o site, a matéria e mande seu recado.

Blog Rey Roberto Carlos

Busca